História e Cultura por Minas Gerais

As tranquilas cidades de Minas Gerais e igreja barrocas contam uma parte da historia do Brasil. O estado abriga um importante conjunto arquitetônico e artístico do período colonial brasileiro.

Nesse lugar incrível, onde não só é rico em suas belezas naturais, mas também em sua historia e cultura do povo brasileiro. Aqui focaremos em lugares histórico-cultural do estado para aqueles que buscam uma conhecer mais a fundo o lugar.

Historia e informações gerais

Minas Gerais fica no sudeste do Brasil, com capital em Belo Horizonte. ele é o segundo estado mais populoso do país, com mais de 800 municípios, clima tropical e 85% do estado urbanizado.

O fato de ter fronteiras com Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul certamente traz para sua bacia cultural uma riqueza ímpar, o jeito de ser é de um povo que aprendeu, desde sempre, a lutar por sua liberdade. 

Na época da colonia a região se tornou um importante centro econômico, no entanto, a produção de ouro começou a cair, levando a arrecadar impostos de forma mais rígida. Como resultado, o povo se revoltou levando ao movimento político e histórico de Minas Gerais – A Inconfidência Mineira. O movimento que surgiu com a intenção de romper as relações entre a colônia e a metrópole.

Cultura de Minas Gerais

Uma das características marcantes do turismo em Minas Gerais é a sua expressiva cultura, que tem como marca o patrimônio artístico e arquitetônico das cidades barrocas, a diversidade do artesanato, a religiosidade e a rica gastronomia.

E a busca pela liberdade, em todas as suas formas e possíveis manifestações, está ainda enraizada nos hábitos e costumes dos mineiros, e em cultivar as tradições religiosas e a convivência familiar.

Congado:

Um dos principais  folguedos em Minas onde reúne os Grupos de Moçambique, Catopés, Congo, Marujada, Caboclos, Vilão e Candombe. Escravos trazidos da África buscavam, através de rituais, extrapolar seus sentimentos e culto a sua fé. O Congado nasceu da fusão destes ritos com a religião católica, imposta aos negros pela Igreja.

Culinária:

Em Minas, o queijo hoje é uma das mais fortes identidades culinárias do Estado. Esse grande consumo de queijo em Minas foi consequência da necessidade de se aproveitar o leite nos locais da província onde se intensificava a pecuária.

Hoje, o queijo de Minas é uma iguaria mineira disputada por turistas de todo o país e artigo vendido nos aeroportos quase como um souvenir da cultura gastronômica regional.

Cidades para conhecer:

As cidades de Ouro Preto, Tiradentes, Diamantina, São João Del Rei e Mariana são conhecidas por seus monumentos e obras históricas. Nesses locais, a gastronomia é peculiar e incrível, e a riqueza cultural é de impressionar, parecem ter parado no tempo, pela sua tradição histórica.

Belo Horizonte

Carinhosamente apelidada de Beagá por seus moradores, Belo Horizonte já veio ao mundo moderna. Foi a primeira cidade brasileira a nascer planejada, no final do século XIX.

Uma área histórica de Belo Horizonte, onde é composto por museus, centros de cultura e de formação. A beleza e arquitetura das edificações são um convite para apreciar a cultura.

Tiradentes

A mais charmosa das cidades históricas de Minas Gerais. Tiradentes tornou-se destino obrigatório para quem viaja por Minas, de tão linda. É uma cidade preparada para receber visitantes e ideal para quem quer descansar e comer bem.

Com a proclamação da República, o município passou a se chamar Tiradentes, nome do líder da Inconfidência Mineira. Quando o ouro se tornou escasso na região, a cidade foi esquecida e entrou em decadência, sendo redescoberta na década de 1970.

Na cidade a majestosa Igreja Matriz de Santo Antônio, a segunda em quantidade de ouro no Brasil.

São João Del Rei

Aproveitando que estávamos falando de Tiradentes, São João Del Rei é a cidade vizinha, uma das maiores, mais importantes e antigas cidades mineiras.

Para o encanto dos locais e turistas, a cidade mantém viva uma tradição de séculos: o repicar dos sinos das igrejas esse costume fez dela a “cidade dos sinos”. A religiosidade é um traço marcante da região, e está presente ao visitar a Igreja São Francisco de Assis, que tem o título de primeira em arte barroca do País e a única da cidade projetada por Aleijadinho.

Congonhas

Santuário de Bom Jesus do Matozinhos 

Situada em um vale e emoldurada por belas montanhas, Congonhas do Campo. O nome do povoado vem da planta “congõi” que cobria os campos da região e em tupi significava “o que sustenta, o que alimenta”. Conta-se que havia tanto ouro em Congonhas que pepitas (grãos de um metal nativo) chegavam ao tamanho de batatas.

Tanta riqueza atraiu à cidade o Aleijadinho, um dos principais artistas plásticos do Brasil. A passagem de Aleijadinho por Congonhas legou a Minas e ao Brasil um dos mais espetaculares tesouros do barroco: o complexo arquitetônico da Basílica Santuário do Bom Jesus de Matosinhos  declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985 e fez com que Congonhas ficasse conhecida atualmente como “Cidade dos Profetas”.

Ouro Preto

o Palácio dos Governadores e a Casa de Câmara e Cadeia (atual Museu da Inconfidência)

Foi o primeiro local brasileiro a ser considerado patrimônio mundial pela Unesco, em 1980, e abriga um magnífico conjunto arquitetônico barroco, um dos mais bem preservados do mundo.

A história da cidade começa no final do século XVII, quando um aventureiro anônimo se deparou com curiosas pedras escuras (ouro escurecido por uma camada de paládio) e deu início a uma das maiores corridas do ouro da humanidade.

O Museu da Inconfidência, que guarda a memória de uma das revoltas separatistas mais importantes do período colonial, também é outro atrativo de Ouro Preto.

Você tem a opção de fazer o passeio de Maria Fumaça, um trem que leva pouco mais de uma hora até outra cidade, a de Mariana, e voltar da mesma forma. A vista é linda e a estrada de ferro oferece boas condições, incluindo visitas a antigas estações da época do Império.

Mariana

Criaram uma capela e ali nascia o arraial que daria origem à Mariana, a primeira vila criada na capitania de Minas Gerais. Mesmo perdendo o trono de capital da capitania para Vila Rica (hoje, Ouro Preto) em 1720, a cidade não perdeu importância.

Em Mariana, conheça a lindíssima Catedral Basílica da Sé, que tem como atração especial um órgão alemão. Depois, você pode conhecer a Praça Minas Gerais e se deslumbrar as com belas igrejas de São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo.

Gostou de conhece um pouco sobre a cultura e historiada região? Quer fazer uma visitinha ao local? Olhe nossas ofertas para você e saiba mais.

fonte: https://www.visitbrasil.com/states/minas-gerais.html; http://portal.iphan.gov.br/mg/

Deixe uma resposta

Note: O comentário reflete o ponto de vista do autor, e não necessariamente a visão da Aini Experiências. Solicitamos a abstenção de insultos, xingamentos e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem explicações e aviso prévio.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *